21 de junho de 2018

Sobre nós

A LARES é uma organização não-governamental, sem fins econômicos de caráter filantrópico, declarada de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal, localizada à Avenida Barão do Rego Barros, 179 – Campo Belo – São Paulo, SP.

A Lares foi fundada em 1965 pela Sª Maria Farah Tobola, movida pelo desejo de ajudar um sobrinho que apresentava limitação mental grave e não era aceito em nenhuma instituição. Maria levou o sonho adiante e, primeiramente, instalou-se num imóvel da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, posteriormente foi para o bairro do Jabaquara, onde permaneceu até o final de 2006, numa casa em comodato.

Em 2001, com o falecimento da Sª Maria, a Diretoria Executiva juntamente com os Conselhos Deliberativo e Fiscal, assumiram a continuidade dos trabalhos desenvolvidos pela Lares. Nos anos seguintes, a situação agravou-se, pois o imóvel onde a Lares funcionava foi vendido iniciando-se busca por um local adequado. Solicitou-se ajuda governamental e a solução chegou através do Decreto nº 50016 de 20/09/2005, do então governador de São Paulo, autorizando o uso de uma escola pública desativada. Para o uso do imóvel foram feitas várias adaptações de acordo com as necessidades das pessoas especiais assistidas pela Lares.

Quando de sua fundação, a Lares teve como objetivo oferecer serviços de educação, tratamento, orientação e reabilitação de pessoas com deficiência intelectual associada ou não a outras deficiências nas diferentes faixas etárias.

Frente às mudanças legais ocorridas a partir da promulgação da Constituição de 1988, da Lei 3298/96 e da Lei de Inclusão das Pessoas com Deficiência nº 13146/2015, o foco das ações de atendimento à população de pessoas com deficiência direcionou-se para a melhoria da autonomia dessa população visando sua inclusão na sociedade.

Atendendo aos princípios legais estabelecidos, a Lares readequou seus objetivos e, nos dias atuais, funciona como um Centro Dia, oferecendo atividades de caráter sócio-esportivo, cultural que favoreçam o desenvolvimento pessoal, visando à inclusão social de pessoas com deficiência intelectual associada ou não a outras deficiências.